O sentido da eternidade

ascenc3a7c3a3o_jesus_cristo_ao_cc3a9u

A Ascensão é a Solenidade Litúrgica que celebramos neste último Domingo de Maio. A narração do acontecimento pode ser  lida como um todo na pena de S. Lucas. O texto começa no final do Evangelho do mesmo S. Lucas e termina no princípio dos Actos dos Apóstolos, livro esse de que ele também é o autor. O Senhor Jesus, depois de descer dos Céus e assumir a forma humana, para lá volta, terminada que foi a Sua Missão de Salvação,  para aí  gozar a Glória de Deus. Esta uma manifestação divina que somos convidados  não só a crer como a proclamar : «Ide e ensinai todas as nações. »

*********

Três realidades sobressaem na leitura desta passagem da Escritura.

A primeira é aquela que eu chamaria ‘o sentido da eternidade’. Não podemos viver  neste planeta ou neste cosmo com um horizonte de vida limitado pela matéria, pela terra ou pela estratosfera que nos circunda. A estrutura mais profunda e intrínseca do ser humano  abre-o ao que está para além do imanente e material e lança-o  na busca do transcendente e do espíritual.  Iluminados pelas palavras de Jesus Cristo podemos ir ainda mais longe na comprensão das aspirações humanas. Constitui uma verdade fundamental da mensagem cristã afirmar que : «espero na Ressurreição dos mortos e no mundo que há-de vir…’

A todo o cristão é pedido,  na sua vida de cada dia,  que não se deixar dominar pelas necessidades básicas da natureza humana que, tarde ou cedo, o levam a cair clamorosamente no consumismo, no hedonismo e no materialismo e a terminar sem horizontes de esperança. As palavras, e, sobretudo, o exemplo de Cristo são um contínuo recordar da importância primordial das ‘coisas do alto.’ Somos chamados a viver, entre os homens e as mulheres deste mundo que é o nosso,  com ‘a consciência do Céu’, e  com um ‘sentido de Deus’, e como fim, ‘a Eternidade em Deus.’

 

***********

O texto de S. Lucas coloca-nos ainda perante uma segunda realidade, quando ouvimos os dois homens vestidos de branco a dizer : «Homens da Galileia, porque estais a olhar o Céu? Esse Jesus, que do meio de vós foi elevado para o Céu, virá do mesmo modo que O vistes ir para o Céu.»

Esta, quase parece o contrário de tudo aquilo que foi afirmado a propósito da primeira realidade!  Parece,  mas não é.  Antes,  pelo contrário, apresenta-se  como uma realidade e um pensamento muito complementar. Enquanto que naquela se defende ‘o sentido da eternidade, o sentido do Céu’, nesta segunda afirma-se ‘o  princípio da realidade’, o ‘ter os pés na terra.’ Embora vislumbrados pela subida aos Céus do Senhor Jesus, estupefactos pelo fenómeno portentoso que estava a acontecer e dominados por acontecimento tão extraordinários e fixados os seus olhos no Céu, os anjos sacodem-lhes as mentes e chamam-lhes a atenção de que a vida continua.

Aqui, percebe-se  como que uma crítica muito fina, muito súbtil ao espiritualismo. Ser excessivamente  espiritual, muito celestial … mas, na prática, tanto narcisismo e complacência. Sim, e há que dizer com clareza e coragem, ‘ser espiritual’ é uma coisa. O espiritualismo é outra coisa muito diferente. Revela-se como uma atitude pessoal  diabolicamente enganadora É uma ‘máscara’ muito mais frequente entre os crentes de quanto se imagina. Utiliza-se a prática espiritual, supostamente muito ‘celestial’ pra buscar o proveito próprio, ser apreciado, honrado, sentir-se seguro.

************

Por fim, a terceira realidade : « Ide e ensinai todas as nações. »

Estabelecendo, em nós, no nosso coração, o equilíbrio ‘entre céu e terra’ permanece,  sempre e indubitavelmente, a obrigação de ‘anunciar ‘ Jesus Cristo, Filho de Deus e Salvador da Humanidade e do Mundo. Contudo, que acontece? Falta, por um lado,  gente de garra e convicção de assumir a sua Fé. Por outro, não se sabe falar ao homem e à mulher contemporâneos.

Luís Sequeira, Sacerdote e Antigo Superior da Companhia de Jesus em Macau. Escreve neste espaço às sextas-feiras.

Advertisements
Standard

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s