Vida Fácil

1-luis-sequeira

Começa, neste Domingo, a grande preparação para a Festa do Nascimento do Senhor Jesus.  O Advento, em tempo mais limitado, prepara-nos para celebrar, com maior profundidade, a Encarnação de Jesus Cristo, o  Natal.  A Quaresma, mais adiante, durante quarenta dias, será tempo de preparação da Páscoa, em que se comemora a Morte e a Ressurreição de Jesus Cristo.

O texto do Evangelho do Primeiro Domingo do  Advento é complexo e até um pouco difícil de entender. No entanto, continua a ser uma referência para  a vida de todos nós. Tomemos algumas palavras do Senhor :«Nos dias que precederam o dilúvio,  comiam e bebiam, casavam e davam em casamento, até ao dia  em que Noé entrou na arca; e não deram por nada, até que veio o dilúvio, que a todos levou.»

O ‘dilúvio’ aqui significa, obviamente, um fenómeno específico da natureza de incomensuráveis proporções.  Porém, não podemos esquecer outras do mesmo calibre, tais como, as erupções vulcânicas, os tremores de terra, os tufões, as tempestades de neve ou de areia, as pragas de insectos. Contudo, neste momento, tomo também este termo  para se referir às grandes convulsões sociais ou a situações humanas que na prática – e na vida de cada um –  se tornam um verdadeiro ‘dilúvio’ ou terramoto ou incêndio devastador

**********.

Mas,  aquilo que,  na verdade,  me chama,  mais fortemente, a atenção no texto evangélico é  um outro aspecto:  a reacção humana  perante  calamidades iminentes.       Pode ler-se um primeiro aspecto: «Nos dias que precederam o dilúvio, comiam e bebiam, casavam e davam em casamento». Este comportamento é tão comum  na nossa sociedade actual! Quantos,  no mundo de hoje, perante situações aparentemente intoloráveis,  se lançam por uma via que é uma ilusão total,  como, por exemplo,  no comer excessivo,  no beber até ao descontrolo triste de ficar bêbedo, ou  procurar,  avidamente, o luxo, vaidoso e superficial, ou  a ‘dolce vita’, enganadora. Muitos acabam muito frequentemente por vir a descambar  nas ‘mulheres de conforto’.

As palavras de Jesus, em São Mateus, revelam-nos ainda um segundo aspecto que é de grande valor,  psicológico e espiritual, quando afirma: « E não deram por nada, até que veio o dilúvio, que a todos levou». É incrível, mas realmente acontece! Nos cataclicmos da vida, naquelas situações de ‘crise terrível’, de ‘angústia devastadora’ ou de ‘fracasso estrondoso’, tantas e inúmeras vezes, aqueles que estão envolvidos ‘não  vêm’ , ‘ não sentem’ e confessam que «não deram por nada…».

***********

Se olho para Macau … A  própria ‘experiência de Macau’  – parafraseando os dizeres dos cartazes publicitários – leva-nos mais longe na compreensão, tanto das palavras do Mestre como da nossa maneira de viver neste pequeno território.

O povo do tempo da Arca de Noé ou a população das cidades de Sodoma e Gomorra  comiam, bebiam  e divertiam-se. Não estavam  conscientes  nem da falta de valores morais mais elevados  nas suas vidas nem dos cataclismos que se avizinhavam.

A boa vida, que tanto se apregoa em Macau: boa comida,  boa bebida e boa dormida.  O bem vestir, segundo o último grito da moda e o comprar o mais luxuoso das montras e dos stands  que, fina e agressivamente, se estimula. O bem-estar  e os divertimentos que não páram de aparecer e sempre com novidades … E,finalmente, o jogo que é a indústria da exploração, ao máximo, da ‘fragilidade humana’

Isto é Macau.

Só que todo este modo de viver revela no íntimo de muitos ‘a angústia’´nas suas  existências. Por isso compreeendo aquela jovem chinesa, do Continente, que me dizia: « Macau deve ser um lugar de excelência moral.»   

E eu respondo: ‘Macau continua a ser «A Cidade do Santo Nome de Deus»’.

 

Luís Sequeira, sacerdote e antigo superior da Companhia de Jesus em Macau. Escreve neste espaço às sextas-feiras.

 

Advertisements
Standard

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s