Poética do Quotidiano:Poder da criação

avião-de-papel

Fui fazer um verso, acabei caindo numa prosa. Mas a criação literária não é essa dicotomia entre formas e linhas. Ela atropela tais significados e – permanentemente dinâmica – refaz seus ciclos em sensações, construindo a humanidade em suas tantas faces.

À procura da inspiração, vou ao mundo real encontrar motivos para criar, captando estímulos, inspirando reações. Eis que os desejos devem ficar de lado para fazer valer o suor dos dias. A rotina fatigante reflete que não é possível desenvolver todos os projetos simultaneamente, então acabo por ser obrigado a abdicar de coisas importantes, repletas de significados para quem sou.

Há muitas maneiras de o ser humano se expressar. A minha, não é difícil perceber, é a palavra escrita, a qual nem sempre diz o que os dicionários indicam, pois ganha nuances de imaginação, configurando mais que uma literalidade, mas uma pincelada de emoção.

Acho, verdadeiramente, que o papel de um escritor é este: falar nas entrelinhas, possibilitando ao leitor a criação de um texto diverso durante a leitura por meio dos símbolos pessoais que leva consigo, gerando um encontro de ideias e culturas.

Por um instante, paro o texto, levanto para beber água e, quando volto, está tudo em minha mente, ainda latente, abstrato, sem expressão. Então escrevo para condensar tudo o que passou por mim, do que só me dou conta quando faço, numa produção inexplicável.

É nítido que o poder da criação consiste na própria criação. Afinal, só crio porque, estando apto a absorver estímulos externos, me dou conta deles e os traduzo, não havendo qualquer mistério nisso: basta ter olhos para ver. Quando há compromisso com as palavras, o homem passa a enxergar crônicas e poemas em quase tudo, sendo um fato irrelevante guardado no passado um tema possível para dialogar com o leitor.

No meu caso, é exatamente assim. Posso dizer que o amor aos livros veio antes mesmo do amor às letras – ou concomitantemente, talvez -, pois, desde cedo, havia em mim o desejo de ter meu nome na capa de um livro, ter um resultado literário meu, um pedaço de mim em papel impresso. E quem cresce em meio aos livros é repleto de perguntas, dentre as quais muitas ficam sem resposta.

Assim, cresci – e permaneço ainda hoje – tentando encontrar quem sou, o que minhas palavras demonstram cruamente, sendo o meio mais fiel a mim para expor o que trago na alma.

Poder, então, alcançar leitores e disseminar um pouco da humanidade que guardo em mim é algo que me faz realizado enquanto pessoa, sobretudo ao ver minhas palavras superando distâncias, encontrando espaço, inclusive, neste jornal que me recebeu de portas abertas.

A rotina, no entanto, enrijece inspirações e limita as tentativas de traduzir sentimentos, então acabo por ter que afastar-me desta página no Ponto Final, o que faço sem vontade, mas pela necessidade de conciliar todos os afazeres.

Peço que continue a me acompanhar nesta jornada literária em busca da vida escondida nos cantos da rua a fim de incutir mais humanidade no peito dos homens. Estou no Facebook como Ronaldo H B J e no Instagram como @RHBJ. Ter os leitores do Ponto Final por perto me fará muito bem!

Por fim, digo que não me despeço deste espaço – o senhor editor que me dê licença -, mas deixo aqui um “até logo” com vontade de dizer “até breve”, grato pelo crédito e pela recepção que tive mesmo sendo um incansável amador. Agradeço também a você leitor, que acompanhou minha curta passagem por este jornal.

Não é possível colocar um ponto final nas coisas da alma, então deixo meu até logo deixando em aberto este texto, sempre em busca de novas experiências e sabores

 

Ronaldo Henrique B. Junior. Brasileiro do Rio de Janeiro, é bacharelando em Direito e escritor acadêmico da Academia Pedralva Letras e Artes (Campo dos Goytacazes-RJ).

Advertisements
Standard

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s