O espírito do senhor está sobre mim…

[Olhar ao redor]

«O Espírito do Senhor está sobre mim, porque Ele me ungiu para anunciar a boa nova aos pobres. Ele me enviou a proclamar a liberdade aos cativos e a vista aos cegos, a restituir a liberdade aos oprimidos e a proclamar o ano da graça do Senhor.»

Eis a mensagem central do Evangelho deste Domingo, o terceiro do Ano Litúrgico que, surpreendentemente, aparece quando a Diocese de Macau recebe o seu novo Bispo, D. Estevão Lei. Porque não olhar, então para o nosso novo bispo à luz do texto e tendo em consideração a realidade da Diocese tal como a percebemos neste momento ?

Primeiro de tudo, há que compreender que esta ‘missão’ de servir a Comunidade ou a Igreja pelo exercício da autoridade como bispo vem de Deus. Todo o bispo é ‘escolhido’, ‘ungido’ e ‘enviado´ a ‘anunciar a boa nova aos pobres.’ Por isso, todo o processo de discernimento e de escolha deve ser realizado com um grande sentido da presença de Deus e de busca da Sua vontade. Porém, não podemos esquecer que, ao mesmo tempo, esse mesmo processo é realizado por pessoas concretas. Está, portanto, repleto de elementos muito humanos. Entram em jogo personalidades muito variadas, com histórias pessoais muito diferentes e com formações também distintas. São preferências, inclinações ou gostos. Portanto, a escolha de um bispo tem muito de humano e tem muito de divino e todos desejamos que, acima de tudo, seja segundo a vontade de Deus. A propósito deste ponto, Santo Inácio de Loiola recomendava, primeiro de tudo, ‘pôr em ordem os afectos desordenados’ para melhor ver a vontade de Deus e, depois a seguir. Por outro lado, não nos escapa um sorriso, quando vemos a maneira tão terra a terra como os apóstolos escolheram Matias, sucessor de Judas. Simplesmente assim: depois de rezarem a Deus, lançaram os dados … e à maneira de Macau, assim foi escolhido.

Um segundo aspecto que me chama atenção é a Comunhão.

Todos e a todos os níveis estamos a precisar de uma ‘conversão do coração’ para que de dentro de nós – padres, religiosas e leigos, homens ou mulheres – brote ‘o espírito de comunhão.´ Contudo, esse ‘espírito’ tem que ser encarnado numa estrutura. Daí a necessidade de implementar todos aqueles órgãos, comissões e grupos de trabalho que dão vida à Comunidade.

Formado em Direito Canónico, creio que o novo bispo poderá trazer uma boa preparação para construir uma Igreja de Comunhão.

Terceiro aspecto. A Comunidade cristã em Macau não é só portuguesa. É já maioritariamente chinesa. E a comunidade de língua inglesa, sobretudo, graças à comunidade filipina, constitui uma realidade que não pode ser ignorada ou fazer que não se vê.

O povo português com a sua vida, história e cultura, formou aqui a comunidade cristã que deu origem à Diocese do Santo Nome de Deus de Macau. Ao longo de mais de 400 anos foi testemunho da presença cristã na China e plataforma de muitos intercâmbios.

Agora, somos, à maneira bíblica, um ‘pequeno resto’. Pergunto-me não será tempo de a Conferência Episcopal Portuguesa mandar os seus missionários para a Comunidade Portuguesa em Macau?

Quarto aspecto. A Juventude e as Vocações. O problema é profundamente grave. Não há gente nova que queira ‘ser padre’. E ainda o mais penoso é que nem mesmo da Comunidade chinesa aparecem jovens com o desejo de entrar no sacerdócio. O Seminário lá continua, imponente, mas teima em não se impor nos corações dos mais jovens. Uma questão. Têm as famílias cristãs gosto de ter um filho padre?

Quinto aspecto. A Comunidade cristã tem de viver e preparar o seu futro na consciência de que a China entra cada vez mais na geo-politica mundial. Como onde está o nosso impacto como Igreja? Conseguimos entrar no mundo do pensamento e das ideias?» Depois de D. José Lai, somos chamados, agora, a viver estes ‘desafios’com D. Estevão Lei.

Luís Sequeira, Jesuíta

Advertisements
Standard

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s