Macaenses em Lisboa: Ilusão ou realidade

Carlos Piteira

Investigador do Instituto do Oriente

Docente do Instituto Superior de Ciências Socias e Politicas / Universidade de Lisboa

Esta crónica vem a propósito de um trabalho elaborado ao longo do ano de 2014 pela produtora LivreMeio em parceria com o Instituto do Oriente do Instituto Superior de Ciências Sociais e Politicas da Universidade de Lisboa, intitulado: Macaenses em Lisboa (Ilusão ou realidade).

Partindo de situações concretas levadas a cabo pela comunidade macaense residente em Lisboa, quer do foro individual quer de carácter coletivo e organizado, tentou-se captar um conjunto de testemunhos e registos de uma identidade diluída em terras de Portugal (mais concretamente na Grande Lisboa) de um grupo que teimosamente continua a reclamar-se de “macaenses”, tentando através dessas sequências reinterpretar um quotidiano onde as “vozes” e os “rostos” de quem se identifica como tal, se assumem como os atores principais.

Esta nota vem a propósito precisamente pelo facto da produtora, na pessoa do seu realizador Carlos Fraga, estar a caminho de Macau para registo de imagens complementares que façam a “ponte” entre as palavras e os testemunhos para enquadramento do documentário a editar.

Na qualidade de consultor do Instituto do Oriente para este trabalho, não posso deixar de o referir no momento em que a equipa de realização vai estar em terreno para um trabalho conjunto com a TDM a fim de articular e dimensionar o atual contexto de Macau na perspetiva já aferida pelos testemunhos recolhidos.

Penso que lhes devo esta menção, quer por se terem interessado pelo tema, numa perspetiva pouco usual, quer pelo empenhamento e envolvimento demonstrado, apesar das dificuldades e entraves que foram surgindo e que, como podem imaginar não foram poucas.

A contextualização da “comunidade macaense” tem merecido ao longo dos tempos várias abordagens e significados, a própria declaração da afirmação étnica, ou identitária, não tem sido pacífica, quer por quem a estuda, quer por quem a ela diz pertencer, tornando o tema aliciante e obviamente num caso particular de singularidade.

A possibilidade do documentário sobre os Macaenses em Lisboa (Ilusão ou realidade), será por certo mais uma aproximação ao tema. Ouvir e registar, na boa tradição antropológica de dar “voz” aos envolvidos e aos protagonistas foi a proposta sugerida.

A questão transversal de qualquer estudo/abordagem sobre identidades e/ou etnicidades é o de saber ao certo, Quem são? E o que são? Nesta linha de aproximação, o documentário agora em curso pode ser um contributo muito interessante. As respostas, essas, serão porventura e por certo, múltiplas e diversificadas.

Em termos sintéticos o documentário abordará temas tais como: O papel das associações formais e informais na congregação do grupo, a realização de eventos e encontros de partilha, a vida quotidiana das pessoas e das famílias, as emoções, a relação com a Terra e com o passado reconstruído, entre outros tópicos ainda a revelar, procurando uma linha de pesquisa que nos permita ir encontrando a razão de ser e querer ser «macaense» aqui em Lisboa.

Por outras palavras, continuamos na senda da busca dos traços identitários que marcam a diferenciação, os sentimentos de pertença e os elementos que a caracterizam, isto, para além da forma como esse coletivo se insurge para perpetuar no tempo e no espaço os vínculos dessa partilha comum.

Aguardamos assim para breve a possibilidade de partilhar as imagens e os testemunhos, quer aqui em Lisboa, quer aí em Macau, com um especial agradecimento à produtora LivreMeio que aqui deixo registado.

 

O autor escreve ao Abrigo do novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa

Advertisements
Standard

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s