23º aniversário

Maria Caetano

O jornal para o qual trabalhamos faz hoje 23 anos. Não sendo uma data redonda, nem período para balanço, podemos ainda assim dar-nos ao luxo de tentar uma pequena reflexão sobre o espaço que continua a ocupar, passadas mais de duas décadas, na esfera pública local, e no espaço que quer ter. Olhamos como fazedores e consumidores de notícias da RAEM de hoje, ávidos nas duas capacidades, e herdeiros de uma longa tradição de informação, análise, memória e arquivo.

O lugar de um diário de língua portuguesa imerso numa realidade que nos fala sobretudo em chinês ainda é muito, e continuará a ser, um lugar de tradução e garantia de acesso público aos acontecimentos e suas histórias pelas versáteis comunidades de Macau, cuja identidade idiomática não se resume no facto de o português ser ainda língua oficial.

A língua com que trabalhamos diariamente enquadra uma grande variedade de manifestações culturais locais, havendo desde uma necessidade de resposta aos leitores que não dominam a língua chinesa escrita em Macau, até à garantia de uma expressividade em português que criou hábitos e caracterizou indelevelmente a paisagem de Macau. Há ainda a exigência de um serviço à longevidade desta marca de identidade e a resposta a uma ideia política que vê Macau como um lugar ora simbólico ora efectivo para a intermediação entre a China e as restantes populações do mundo que connosco comungam da língua portuguesa.

Um espaço como este – um jornal diário que pode ser adquirido por qualquer pessoa em Macau e que, pela Web, sempre reflecte a nossa realidade a milhares de pessoas no exterior – não é o de uma mera instituição formal de reserva de português acordada para a transição. Um jornal como este, e como outros, há-de ser veículo de integração das nossas variedades todas – Macau é múltiplas coisas. E há-de ser, queremos nós, como em qualquer espaço público, aqui e no resto do mundo, um lugar excitante para construir o debate e fomentar e reflectir participação cívica.

Como nos últimos 23 anos, contamos ser um veículo do que esta sociedade quiser ser, dando e recebendo. Como nos últimos 23 anos, mantemos a nossa porta aberta.

Advertisements
Standard

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s