Quando o “céu” cair…

Lou Shuo

Como diz o provérbio: “Para o povo chinês a comida é como o céu.” Vejam só o quanto os chineses gostam de gastronomia. A maioria de nós não tem religião, mas graças a deus, ainda temos a culinária chinesa – é a nossa fé e o nosso culto ao longo destes cinco mil anos de História.

Amo a comida chinesa, do extremo norte do país até o sul. As saudades que tenho da China medem-se pela vontade que me dá de comer uma tijela de arroz com pauzinhos.

Não é um gosto só meu. A série documental “A bite of China”, produzida pela televisão Central da China(CCTV), foi um grande sucesso dentro e fora do país desde a sua estreia, em 2012. De acordo com os dados da CCTV, foi a série televisiva com maior audiência desde 1990. Mais: a primeira temporada chegou a ser apresentada no Festival de Cannes de 2012.

Os temas dos documentários são basicamente sobre os hábitos alimentares e a cultura culinária chinesa. Diz a equipa da CCTV que, além de apresentar os pratos da nação, a série tenta também transmitir os valores e a filosofia da vida oriental ao mundo através da gastronomia.

No entanto, as imagens na televisão são uma coisa e a realidade outra. Infelizmente, as críticas em relação à comida chinesa hoje em dia já não se resumem apenas ao debate sobre se devemos ou não comer carne de cão – estão a tornar-se algo mais grave do que isso.

A segurança alimentar na China é hoje um dos assuntos mais discutidos nos meios de comunicação, como aconteceu com o escândalo do leite em pó, em 2008. Se um recém-nascido na China já está colocado numa situação de risco em relação à comida, que dificuldades não terá de enfrentar para se alimentar saudavelmente nos seus próximos anos de vida?

Isto não é um fenómeno que acontece apenas no Continente. Na semana passada, o canal chinês da Rádio Macau noticiou que cinco pessoas ficaram com gastroenterite depois de terem comido num restaurante da Taipa. Ainda que não seja muito grave, levanta-se a questão da confiança. Como é possível que em Macau, uma região administrativa especial, o paraíso do leite em pó para os bebés do Continente, a comida possa prejudicar a saúde pública?

Eu lamento. Lamento mesmo a actual situação da segurança alimentar no país: parece que o nosso “céu” vai caindo a cada dia e que vamos perdendo a nossa fé.

Recordo-me do vídeo que a presidente do Brasil Dilma Rousseff colocou online, em que fala do seu estado saúde, depois de ter passado mal num programa da televisão. Disse que ia comer um feijãozinho com arroz para ganhar mais força. Ri-me muito com as palavras dela, mas ao mesmo tempo questionei-me: e se fosse na China? A comida do meu país dá-nos ou tira-nos a força?

Advertisements
Standard

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s